• Breaking News

    Conheça a depressão, suas causas e tratamentos

    Depressão é um distúrbio mental, caracterizado por pelo menos duas semanas de depressão.


    Normalmente é acompanhada de baixa autoestima, perda de interesse nas atividades que já foram aprazíveis, pouca energia e dores sem causa definida.


    Pode afetar de forma negativa os relacionamentos familiares da pessoa, emprego, escola, o sono e a saúde em geral. Em média 2% a 7% dos adultos com depressão morrem de suicídio, cerca de 60% das que morrem por suicídio, apresentavam depressão ou outros distúrbios.

    Em suas causas estão o desequilíbrio químico do cérebro, principalmente aos neurotransmissores (serotonina, noradrenalina e em menor proporção, dopamina) substâncias que transmitem impulsos nervosos entre as células.

    A Organização Mundial de Saúde (OMS) estima que até 2030 a depressão será a doença mais comum do mundo, afetando mais pessoas do que qualquer outro problema de saúde, incluindo câncer e doenças cardíacas.

    Depressão


    Existe diferença entre Depressão e Tristeza ?

    Podemos destacar três diferenças que farão com que você comece a identificar e procurar ajuda.

    Duração - Enquanto a tristeza dura algumas horas ou até alguns dias, a depressão, sem o tratamento certo, pode durar meses ou anos. Na verdade, uma pessoa é considerada com depressão quando a tristeza dura mais de duas semanas.

    Intensidade - A tristeza é um sentimento normal e não afeta a sua produtividade. Mesmo triste, você consegue fazer as tarefas simples do dia a dia. Já no caso da depressão, o sentimento ruim não passa e afeta vários aspectos da vida: saúde, trabalho, relacionamentos, família e vida social. Em casos mais sérios, pessoas com depressão podem até pensar em suicídio.

    Causas - A causa da tristeza geralmente é algum acontecimento específico. Já no caso da depressão, existem alguns fatores que podem aumentar o risco de ela se desenvolver, por exemplo: a deficiência na produção de algumas substâncias pelo cérebro, herança genética, aspectos da personalidade (baixa autoestima ou pessimismo) e fatores ambientais (como exposição à violência, à negligência ou à pobreza).



    Alguns dos sintomas podem ser:

    · Ansiedade, apatia, culpa, descontentamento geral, desesperança, mudanças de humor, tristeza, solidão, sofrimento, tédio entre outros do âmbito emocional;


    · Pode ocorrer agitação, automutilação, choro excessivo, irritabilidade;


    · Falta de concentração, excesso de sonolência, insônia;


    · Ganho de peso ou perda de peso


    · A pessoa pode desejar morrer, planejar formas de morrer ou tentar suicídio;


    · Insônia, despertar matinal precoce ou o menos frequente que é o aumento de sono.


    · Retraimento social, retardo psicomotor e lentificação generalizada;



    Os tratamentos para a doença podem ser: 


    · Aconselhamentos psiquiátricos;


    · Medicamentos antidepressivos;


    · Terapia;


    · Psicoterapia;


    · Psicoeducação;


    · Fototerapia;



    Fonte: https://www.gstatic.com/healthricherkp/pdf/major_depression_pt_BR.pdf

    http://www.lagartense.com.br/5153/as-10-doencas-psicologicas-que-mais-afetam-o-mundo-diariodebiologia.com/2014/07/como-os-antidepressivos-agem-no-organismo/

    https://pt.wikipedia.org/wiki/Transtorno_depressivo_maior

    http://www.minhavida.com.br/saude/temas/depressao